Hélio Contabilidade

Notícias

3 dicas para aplicar governança de dados na sua empresa

Extremamente útil nas empresas, esse sistema bem executado pode ser muito benéfico

Autor: Flávia VianaFonte: A Autora

O sistema de governança de dados se tornou um dos queridinhos das grandes empresas nos dias atuais. Cada vez mais relevante na estratégia empresarial, ela precisa garantir que os ativos sejam confiáveis, seguros e disponíveis ao negócio. Esse sistema, quando executado, vai operar de acordo com os modelos definidos pelos departamentos de empresas.

A governança de dados nada mais é do que políticas, processos e uma estrutura organizacional para apoiar o gerenciamento de dados corporativos. O Data Governance Institute define como um sistema de direitos de decisão e responsabilidades para processos relacionados à informação, ou seja, são responsáveis por dizer quem pode realizar determinado projeto e como os dados serão usados para ele.

As empresas que não utilizam esse sistema podem correr o risco de usar dados de baixa qualidade, que são difíceis de usar, ou vulneráveis a ameaças de cibersegurança. Além disso, eles podem não estar disponíveis quando for a hora de tomar uma decisão, podendo ocasionar uma perda de oportunidade ou até mesmo de dinheiro.

Ao utilizar esse sistema na empresa, é necessário tomar alguns cuidados, pois, dependendo da forma que se executa, pode acarretar problemas. Todos os setores devem estar alinhados – desde a engenharia de segurança do trabalho até o financeiro. Listamos aqui algumas dicas importantes que podem ser essenciais para usar esse método.

Identificar os dados críticos para utilizar como recurso estratégico

O primeiro passo para se adotar a governança de dados é entender a importância e o tamanho das informações para o sucesso do seu negócio. Os dados da sua empresa possuem relevâncias divergentes; portanto, deve-se identificar qual é o de maior prioridade e, futuramente, utilizá-la como um recurso estratégico. Isso pode ajudar a criar uma cultura que ofereça suporte à governança de dados, inclusive nos níveis mais altos da organização.

Ciclo de vida dos dados deve ter políticas e procedimentos definidos

Todo dado possui um ciclo de vida, no qual inicialmente ele é criado por uma fonte, depois armazenado, analisado, feito backup e excluído. Dentro desses processos, o interessante é criar políticas e procedimentos para cada etapa, pois existem pessoas e sistemas com hierarquias em cada uma delas. Ao fazer esse procedimento, a empresa consegue criar um histórico sempre que alguém alterar o dado, facilitando auditorias e outros pontos de verificação.

Time de negócios deve estar envolvido

Outra dica importante é que o time de negócios da sua empresa esteja ciente dos processos de governança de dados. Isso porque os colaboradores e líderes da área podem ter uma alta qualidade de informações para tocar as demandas. Além de compartilhar conhecimento, cada área é a mais indicada para catalogar seus próprios dados, e isso pode ser usado para identificar problemas que nem todos conseguem ver.

Últimas Notícias

  • Empresariais
  • Técnicas
  • Estaduais
  • Artigos
  • Melhores

Agenda Tributária

Período: Novembro/2021
D S T Q Q S S
 010203040506
07080910111213
14151617181920
21222324252627
282930

Cotação Dólar